em homenagem aos 20 anos

DENEGRIR NÃO É DELINGÜIR

 

denegrir o nome do CEP

é retornar na curva do vento

não investir a contrapelo do tempo

 

com obstinada delicadeza

com todo tesão pelos poros

com o fio da faca entre os dentes

 

denegrir o nome do CEP

é emoldurá-lo em  museu

engessá-lo em imagem

dissecá-lo cadáver

 

o CEP está além da exaustão

renascido da última fagulha do esmeril

o CEP depois de nós do não do sim

irá delinqüir até o fim

 

“apagar-me

  diluir-me

  desmanchar-me

 

  até que depois de mim

  de nós de tudo

  não reste mais que o charme”

                                         (Leminski)

 

 

CEP CEP CEP CEP CEP

FAZ 20 ANOS

SALAMALEQUE

 

RIMA RIMA RIMA RIMA EM RI

VEM PARA O CEP

VEM DiLINGÜIR  (delingüir)

 

VINTE VINTE VINTE VINTE MIL

TE QUERO CEP

SEMPRE FEBRIL

 

SÓ INDO SÓ VENDO

SÓ ÍNDIO SÓ VESGO

ASSIM É O CEP

OUVÍNDIO  WIN WENDERS

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: