cep vinte um

CEP 20.000 – 21 ANOS: MAIORIDADE SEM PERDER A RIMA.

o cep vinte mil chega aos vinte e um bem na foto. pelo simples motivo que arte no brasil é como o futebol: está sempre se renovando. o cep mais que um espaço-porto para essas novas vozes, é também plano de vôo, cruzamento de informações, conversas, olhares, amores que vem, e vão. não em vão. lá se produz sem a pilha do mercado, apenas pra ver se a galera põe o dedão da mão pra cima ou pra baixo. e se não curtir, refaz, corrige. errar é o mais humano do humano. 

é no cep onde as anteninhas são polidas, esmerilhadas. depois de 21 anos, é só saber receber e deixar rolar. as misturas de gerações e experiências continuam com suas sinapses. esse mix fez o cep existir. é nessa mistura com o outro que a vida vai pra frente. o cep é um caldeirão gigante onde cabem diversas panelas. e nessa inclusividade total, os territórios se agregam e o novo se dá.

assim foi durante esses 21 anos, de risos e lágrimas, de sangue e suor, de festa e delírio. o cep parece um país a parte, movido a poesia, onde o sonho acordou e vai à luta do verso mais sagaz, do acorde mais capaz de levantar aqueles olhos de ressaca da mina da terceira fila. o cep é a missão mais intergaláctica que um terráqueo pode desejar. o cep brinda a parceria do município nessa viagem de 21 anos luz além. allez up ! 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: