Corações de Amendoeiras

                                                                                                                                             luis turiba

Agosto é o mês que as amendoeiras escolheram para trocar suas folhagens.
Ficam nuas para a chegada da primavera, primeiro sinal do verão que se anuncia.
Alguns ruas do Rio ficam cobertas por essas espécies em forma de abanos, balões imaginários e corações alados.
Abanos amarelados; balões degradês e corações cor de vinho quase encarnados. Alguns lindos, inesquecíveis.
Seguimos distraidamente nossos passos pisando nas folhas secas pelas calçadas, asfaltos, paralelepípedos e vendo-as nos capôts dos carros.
Ando atento olhando para o chão para não pisar nos corações secos, cortados, amassados, desfigurados, descoloridos, largados, safenados, triturados e perdidos que caem das amendoeiras dando seus últimos suspiros antes que algum gari a serviço da limpeza pública recolha-os para um triste fim em algum aterro sanitário da Comlurb.

Agora, corações
só o ano que vem, pulsações.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: