DIMITRI DIMITRI BR BR

Dimitri é um espetáculo. cep até o caroço. só posso chorar com esse olhar sobre o cep (eu que quase nada vejo do cep, tal a tensão na produção e no tempo, ah … o tempo. o tempo me escoicea), sobre sua mão precisa e boa. amén. ps: imagino ele berrando na janela a cada gol do flamengo, vendo o vídeo do jogo. dois lances épicos o cep e esse jogo do flamengo e santos. tentarei mudar o dia. mas tb é uma certa resistência ao banditismo e empulhação no futebol. cep na fifa e na cbf.

[crônica músico-futebolística à moda de Chacal]

o jogo? vi hoje, o VT inteiro. e sem saber o resultado (foi difícil! só mesmo com ajuda do Will). torci ao vivo pro jogo gravado. quando empatou 4×4 fui à janela e gritei: mengooo! lindo mesmo de se ver, o futebol assim. só faltou desafogar o Ganso.

e por que não vi na hora? ah, porque lá no CEP 20.000 também foi goleada & uma jogada bonita atrás da outra! entre craques de sempre e gratas revelações. Ronaldinhos e Neymares dando tratos à bola.

de cara, pra abrir, videocanções do diahum enormes no telão. fiquei meio tenso, admito, mas adorei ver! e ver todo mundo vendo. (e conheci o desamparo do cineasta, que não tem como interferir no rumo da apresentação. agora os compreendo, amigos! felizmente o público foi generoso. o público do CEP é o CEP. a quarta parede de lá é porta aberta. janela sem tramela.)

depois veio o momento Picareta Cultural, compartilhado com novos e velhos parceiros picaretas, como Roberto Borati e Tomás Paoni Ludmila Olivieri – e Caio Carmacho apadrinhando de perto-longe no telão. a capela ou de livro na mão, todos enfeitaram bonito o Pavão

como 3 músicas minhas já tinham tocado na cine-sessão, achei por bem encerrar com uma música que não era minha, e que eu nunca tinha tocado, num idioma que não é o meu, em instrumentos que não são meus e um eu nunca tinha tocado. fui mulheres negras. parece que foi bonito. só sei que recebi encomendas de camisetas – será que descobri uma vocação? qual não foi nossa surpresa quando.

o CEP é lugar de experimentar, sempre diz o MC Chacal. diz, prega e pratica: ontem até cantou! em parceria inédita e instantânea com Adiron, maestro-pianeiro oficial da trupe Farani 53 – trupe essa que depois tomou de assalto o espaço que já lhe pertence, hein, mas como é isso? só vendo.

só vendo o que mais teve. teve Lucas Viriato & Diego Pale, dupla entrosada de defensores das letras, a magnética agradece! teve mais ainda – claro que não vi tudo. teve também batida de maracujá e conversa boa. não vi tudo eu – mas todo mundo junto acaba vendo. claro que todo mundo viu.

viu pra terminar a caudalosa Baleia – não se enganem: é mamífero – aportar e encantar. bem que oBro avisou. lá de longe-perto tecendo pontes imaginárias. banda mais que bonita. sem essa de “a mais”, que tem pra todos, e todas. que outras luisas mandem seus beijos. quanto mais, melhor.

de música, poesia e futebol. com arte sempre é melhor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: